Endodontia

Desvitalização

Porquê desvitalizar um dente?

Quando existe uma cárie em estado muito avançado atingindo a polpa, esta é invadida por bactérias que podem infetar apenas o dente e/ou o osso (abcesso). Dentes que sofram de sensibilidade ao quente e ao frio, dor ao morder ou dor espontânea que pode ser moderada ou forte e noites mal dormidas, são casos em que é necessário efetuar uma desvitalização, salvando-se assim o dente. Habitualmente, a desvitalização realiza-se em 3 sessões.

Fases de uma Desvitalização:

1ª Consulta Efetua-se RX periapical e anestesia-se o dente.

Remoção da cárie.

Trepanação canalar (abertura e acesso ao(s) canal(ais) do dente.

Colocação de medicamento dentro do dente para desinfeção e remoção da sintomatologia.

2ª Consulta Efetua-se RX periapical desta vez com as limas inseridas nos canais, medindo assim o comprimento de cada canal.

Os canais são alargados e preparados para serem encerrados (instrumentação canalar, de modo convencional com pequenas limas digitais ou por um avançado sistema de instrumentação mecânica).

3ª Consulta Efetua-se o encerramento canalar com um material de borracha (guta), sendo este cimentado com o objetivo de tornar o(s) canal(ais) estanques.

Após o tratamento endodôntico do dente, este pode ser restaurado ou reabilitado com uma prótese fixa.